Ein Retreat im dalmatinischen Hinterland

(02.-11.10.21)

Im kleinen Ort Svib im dalmatinischen Hinterland mitten in den Bergen, organisiere ich mit meinem Team ein Well-Being Retreat basierend auf vier Elementen:

  • Bewusste Ernährung (pflanzenbasiert und eigene Zubereitung)
  • Pilates/Yoga zur physischen Stärkung zu Beginn und Ende eines jeden Tages
  • Waldbaden (Shinrin Yoku)
  • Coaching-Sitzungen zu Themen rund um Lifestyle 2021

Wir laden Sie und Ihre Freund/-innen herzlich ein, Teil einer besonderen Gruppe zu werden. Der Retreat findet in deutscher und in Englischer Sprache statt. Uns steht die gesamte Villa Luka in Svib zur Verfügung, die sich in einer ruhigen Umgebung ohne Lärm und Nachbarhäuser befindet.

Das Programm stellen wir Ihnen gerne im Detail im Gespräch oder per E-Mail vor.

Sonderpreis für schnellentschlossene Wolohos bis zum (18.08.): €1230
Danach: €1350

Weitere Informationen:
https://www.worldtribe.de/retreat1
kristina@worldtribe.de

Vielen Dank! Kristina

Retreat @Villa Luka (Oct 2nd-11th 2021)

In the small village of Svib in the Dalmatian hinterland in the mountains, I am organizing a Well-Being Retreat with my team, based on four elements:

– Conscious nutrition (plant-based and own preparation)
– Pilates / Yoga at the beginning and end of a day
– Forest bathing (Shinrin Yoku)
– Coaching sessions on topics related to Lifestyle 2021

We cordially invite you and your friends to become part of a special group of people. The retreat takes place in German and English. We have the entire Villa Luka in Svib at our disposal, which is located in a quiet environment without noise and neighboring houses.

We would be happy to present the program to you in detail in a conversation or by e-mail.

Price per Person: € 1350

Additional Information:
https://lnkd.in/e6KSSbsP
Contact: kristina@worldtribe.de
+49 176 – 3626 5169

Thank you very much! Kristina

#retreats#wellbeing#mindfulness#yogaintroduction

Um olhar sobre Svib

Texto por Kristina Bodrožić-Brnić

Enquanto escrevo este texto para vocês, queridos amigos e amantes da cultura croata, aprecio um bom chá quente e fresco de melissa, uma flor do jardim da casa. 

Minha mãe mora em Svib, o lar da nossa família Bodrožić-­Brnić, um sobrenome utilizado desde a época de meu bisavô (se não antes). Aqui na montanha, com vista para o vilarejo, avisto um local com poucos habitantes. Um dito popular daqui da região afirma que, para saber quantas pessoas moram em Svib, basta contar o número de chaminés. Isso não é mais uma verdade, visto que nem todas as 300 casas com chaminé estão habitadas. Jovens não se veem, crianças jamais.

O dia tradicional começa cedo, com a primeira chamada do galo, porém graças à mudança da época, não há mais galos incomodando a tranquilidade da manhã. Mesmo assim, minha avó acorda por volta das seis da manhã. Décadas de hábito não se desfazem fácil. Vendo sua rotina, me lembro da agricultura que está cada vez mais escassa aqui em Svib. As poucas pessoas que ainda plantam, fazem isso para si mesma e chegam até a praticar a troca com vizinhos e outros membros da comunidade. Uma atitude tradicional, infelizmente sustentada apenas por nossos idosos.

Já a geração da minha mãe foi embora na década dos 1970 e 1980, migrando para países como Áustria, Alemanha e Suécia. Alguns foram mais longe, como Austrália e Estados Unidos. Era normal voltar para aproveitar as quatro semanas de férias de verão e visitar as suas famílias. Por outro lado, quem pode, hoje em dia nesse mundo modernizado, dedicar todo esse tempo ao descanso e quem ainda tem dinheiro poupado para fazer isso?

O sonho de viver fora virou uma necessidade que se tornou uma dependência e uma depressão cotidiana atingiu muitos deles.

Os croatas da minha geração que não tiveram a oportunidade de se mudar para o exterior foram para cidades próximas como Makarska, Omiš e Split. Nessas regiões, as oportunidades de emprego e as condições de viver são um pouco melhor. 

Aqui sobraram os velhos. Uma placa na rua avisa do perigo de aposentados cruzarem a rua. Em cidades essas placas geralmente alertam para crianças circulando para chegar à escola. Pelo movimento nas ruas durante o dia fica difícil saber se é uma segunda-feira ou um domingo. É tudo calmo.

Mas para quem não foi embora e ficou nas montanhas, a natureza não permite tristeza. A primavera chegou e flores selvagens decoram as trilhas de pedra. Borboletas azuis, amarelas e laranjas voam e o zumbir das abelhas acompanha o cochilo da tarde. Zum zum zummmm!

Assim, de manhã não tenho como não abrir meu pulmão, meu coração e meus olhos para viver esta riqueza da terra que Deus, com certeza, beijou quando criou. Ao mesmo tempo, é impossível não invejar, mesmo com tudo que falta em termos de conforto moderno, as pessoas que sobraram aqui.

SVIB U MOM OKU!

Amazing New Photos of our Villa Luka

In October this year we received photographer Jeremy Bomford and his family at our guesthouse and are very happy about the beautiful photos Jeremy took for us! Here are some to share with you!

Enjoy the last days of 2018 and visit us in 2019!!!

 

Our latest feedback comes from our dear Alexandra

Copied from AIRBNB, Villa Luka in Svib

“Villa Luka is a hidden gem. We were looking for a stay away from the crowds at the sea (though still reachable if we would want to) in order to rest and settle down before driving back home. The house lies outside of the village on a hill, with a stunning view into the valley and towards the Biokovo mountains. Waking up in the morning with his view is just beautiful. We enjoyed how quiet it is around the house. You basically hear … nothing, except maybe for a nightingale. The house and the rooms are spotlessly clean, nicely decorated and we loved the shady places under the trees in front of the house. There is also a pool to chill down and space to do morning Yoga practice. Kristina’s communication was perfect and Danica’s welcoming and friendly hosting will make us come back – hvala!”

Villa Luka – Dream Vacation in Croatia

Friends and future friends!!!

We are on Air BNB and from now on it is super easy for you to realize your booking online! All you need is a Credit Card or a Paypal account linked to your AirBNB.

Looking very much forward to receiving you!

https://www.airbnb.com/rooms/18524971

Sinj – das Mittelalter hautnah erleben

Sinj ist eines der schönsten Ausflugsziele in Dalmatien. Besonders empfehlenswert ist die städtische Feier Sinjska Gospa, die daran erinnert, wie die Stadt 1715 dem Versuch der türkischen Belagerung Stand hält. Viele Katholiken pilgern zu dieser Gelegenheit aus den umliegenden Städten über Nacht nach Sinj um an der Gedenkmesse teilzunehmen.

Die Sinjska Alka ist ein Ritterspiel und findet am selben Wochenende statt.

SINJ
Own work, attribution required (Multi-license with GFDL and Creative Commons CC-BY 2.5)

Se eu soubesse…

Prezados interessados na cultura croata! “Se eu soubesse” é o título deste post sobre as diferenças entre a Croácia e o Brasil, inspirado no artigo da Alice Murray na revista “Her”. Então, vamos preparar os futuros turistas brasileiros para aproveitarem melhor ainda sua viagem à Croácia.

 

Praia

 

As praias brasileiras são conhecidas por sua areia fina. Porém praias de areia quase não existem na Croácia. A maioria é de pedrinhas pequenas, que esquentam bastante no verão. Nas praias de Zadar as pedras são maiores e podem machucar o pé. Desta forma recomendamos levar sandalinhas de plástico ou papetes para pisar no chão e no mar de forma mais segura.

 

Se você for visitar amigos ou parentes na praia, é bom levar uma toalha. Não é comum alugar cadeiras e guarda-sol. As pessoas têm o hábito de deitar em toalhas grandes de praia para tomar sol. Recomendamos um protetor solar de fator 30. Caso tenha se exposto muito ao sol e se queimado, a dica é por iogurte nas áreas sensíveis antes de dormir.

 

Também não há muitos vendedores de bebida alcoólica na praia. Quem gosta de cerveja gelada, precisa se deitar perto de um bar de praia. Muitas das praias possuem uma promenade. Os moradores locais deixam suas toalhas e coisas sem valor na praia e andam pelos cafés, restaurantes e as lojinhas durante sua estadia próxima ao mar.

 

Nadar em Parques Nacionais

 

Conhecemos fotos de turistas andando em piscinas naturais nos parques nacionais croatas, porém nem todo parque permite isso. Se for visitar Krka, há espaços liberados ao público. Porém em Plitvice você não precisa levar o seu maiô. Desde 2006, foi estritamente proibido banhar ou nadar nos lagos para proteger os peixes locais.

 

Diferente dos parques nacionais lindos e selvagens no Brasil, é geralmente muito mais fácil andar e se orientar nos parques croatas. Então, uma visita com crianças é possível. Lembre-se de que há animais perigosos. Vendo uma cobra, não recomendo buscar o celular para tirar uma selfie com o animal.

 

Clima

 

O clima está em mudança pelo mundo inteiro. Uma visita das cidades croatas em julho ou agosto, não é mais garantia de sol todos os dias. Prepare-se para chuvas e vento. Se for fazer turismo em uma montanha, leve sapato adequado e suficientemente líquido e comida consigo.

 

Preços

 

Os locais sabem, que todo ano entre maio e setembro os valores em estabelecimentos de lazer dobram. Sei que em Split é prática comum continuar com os preços normais para os moradores. Se quiser poupar um pouco de dinheiro, recomendamos se afastar dos locais turísticos lindos e românticos para bairros menos famosos para comer em restaurantes.

 

Fumar

 

Fumar ainda é muito comum em cafés, restaurantes ou bares noturnos. Isso pode até incomodar o turista não fumante. Melhor pegar uma mesa no lado de fora. Se for a uma festa noturna, não vá com sandálias abertas para evitar que se machuque com as bitucas no chão.

 

ARTIGO escrito por

Kristina Bodrozic-Brnic

 

Artigo original postado no blog da Comunidade Croata em São Paulo.

http://www.comunidadecroata.com.br/se-eu-soubesse/

AUSFLUGSZIEL IMOTSKI

IMOTSKI, 52 km, 44 Minuten von der Villa Luka

Imotski ist eine Kleinstadt im dalmatinischen Hinterland. In der Stadt Imotski leben etwa 4.700 Menschen. Sie befindet sich im Zagora direkt hinter dem Bergmassiv Biokovo.

Die Grenze zu Bosnien und Herzegowina ist nur sieben Kilometer entfernt. Ihren Ursprung hat die Stadt bereits im 9. Jh. n.Chr.

 

Sehenswertes:

Die Altstadt mit ihrem Zentralplatz, an dem man einen typisch kroatischen Espresso trinken kann, während man die Tin Ujevic Statue bewundert. In der gleichnamigen Bar gibt es auch guten Schnaps.

Der Blaue See

Ca. 300 m tief. Ein Weg führt hinunter in den Karstkessel bis zu einer Aussichtsplattform direkt am See.

Der Rote See

Sagenumwoben und 500 m tief. Der Name kommt von der rötlichen Farbe der Felswände. Wer es schafft ein Steinchen von oben ins Wasser zu werfen, wird in der Region als “echter Kerl” gefeiert.

IMOTSKI  BLAUER SEE